Estágios de HIV

Março 22, 2016 Admin Saúde 0 15
FONT SIZE:
fontsize_dec
fontsize_inc

O HIV-1 se prolifera de forma contínua desde o paciente infectado. Podemos distinguir três fases, a precoce ou aguda por várias semanas. Em seguida, a fase crônica ou intermediária, onde o vírus é a replicação ativa e sem manifestações clínicas, pode levar anos. A Fase final da crise, que corresponde à fase de AIDS.

O infecção aguda (primeira infecção) ocorre quando a propagação do vírus. Os pacientes infectados permanece assintomática ou apresenta uma síndrome mononucleose. Desde as primeiras horas da infecção pelo HIV que invade o tecido linfático. Nesta fase aguda, o vírus pode ocorrer em concentrações elevadas no sangue: Em seguida, o corpo começa a aparecer os seus mecanismos de defesa imunitária para os diferentes tipos de anti-corpos em um ou três meses, através da redução da concentração do vírus.




O f ase crônica ou intermediário pode durar anos em que o vírus mantém a sua capacidade de se replicar. A concentração de vírus no sangue atinge um valor de equilíbrio para prever o comportamento da doença. Os pacientes nessa fase são muitas vezes não tem sintomas. A probabilidade de que a atravessa, numa fase mais avançada é de 50-80% em 10 anos.

O final Crise aumenta a replicação do vírus e é acompanhada por uma deterioração da condição do paciente, com poucas infecções comuns (oportunistas) certos tipos de câncer e distúrbios neurológicos. A partir desse momento, acredita-se que o paciente sofre, significa um mau prognóstico para a doença.

(0)
(0)

Comentários - 0

Sem comentários

Adicionar um comentário

smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile
Caracteres restantes: 3000
captcha