Durante os períodos de tratamento com a hormona da gravidez e aumenta o risco de trombose

Abril 3, 2016 Admin Saúde 0 3
FONT SIZE:
fontsize_dec
fontsize_inc

Os investigadores Hospital La Fe têm mostrado que em mulheres aumenta o risco de trombose, coágulo de sangue dentro de um vaso sanguíneo durante a gravidez. O mesmo se aplica para os períodos em que os pacientes submetidos a tratamentos hormonais, tais como contraceptivos orais ou administrados durante a menopausa.

O resultado deste estudo foi apresentado no último Congresso da Sociedade Espanhola de Trombose e Hemostasia. O estudo, conduzido pelo Dr. Amparo Estellés em colaboração com o Dr. Juan Gilabert, argumenta que as situações referidas estados de hipercoagulabilidade pode desencadear sangue e expor o paciente a um risco aumentado de trombose desta forma.




Um problema de coagulação excessiva também pode intervir em outras doenças, não só em trombose. Como prova disso, o médico explicou que esses processos Estellés "desempenhar um papel importante em doenças tão comuns em mulheres com câncer de mama e endometriose." Esta doença envolve o crescimento do revestimento endometrial do útero -membrana, fora do útero.

Além disso, o estudo mostra que durante a gravidez normal que ocorre no sistema hemostático muda a mulher, cujo principal objetivo é garantir a parar o sangramento causado correta durante o parto.

Especificamente estas modificações dizem respeito a coagulação e, por conseguinte, aumenta a possibilidade de trombo venoso na gravidez.

Outra situação analisada por especialistas está a influenciar o processo de fertilização in vitro, que envolve o uso de hormônios para estimular os ovários e melhorar a execução.

Nesses casos, "entre os seus possíveis efeitos colaterais incluem síndroma de hiperestimulação ovárica, uma situação que pode estar associada com a trombose venosa e arterial."

O tratamento contraceptivo oral é uma das seções em que a pesquisa se concentra. Peritos lembrar que uma vez que a 60 "sabe-se que a terapia com contraceptivo oral aumenta o risco de tromboembolismo venoso, o que levou a dose de estrogénio reduzida."

Saliente que o Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas diz que, apesar de contraceptivos orais aumentam o risco de trombose, deve-se dizer que continua a ser a parte mais eficaz dos métodos anticoncepcionais reversíveis. Eles também têm vantagens, como cistos e diminuição do risco de câncer de ovário.

Em relação à menopausa estresse que neste momento aumenta o risco de doenças cardiovasculares. Eles observam que alguns estudos sugerem que a terapia de reposição hormonal pode ter um impacto sobre o risco cardiovascular.

(0)
(0)

Comentários - 0

Sem comentários

Adicionar um comentário

smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile
Caracteres restantes: 3000
captcha