A influência alcança fase de epidemia na maior parte das Comunidades Autónomas

Maio 10, 2016 Admin Saúde 0 2
FONT SIZE:
fontsize_dec
fontsize_inc

O vírus da gripe chegou a fase de epidemia na maior parte das Comunidades Autónomas ultrapassar os 100 casos por 100.000 habitantes, é o que diz os dados mais recentes do Instituto Nacional de Vigilância Epidemiológica Rede Carlos III da Saúde.

Astúrias, Castilla Leon, Catalunha, Cantábria, Estremadura, Galiza, Madrid, Navarra e País Basco são as áreas onde a incidência está inserida fase epidemia.




Especialistas da Sociedade Espanhola de Residência Médica (SEMER) recomendar medidas preventivas toda a população extrema e especialmente em grupos de risco.

Adultos com mais de 60, mulheres grávidas, pessoas com doenças crônicas que estão em contato com esses grupos.

Recomende pessoas que integram estes grupos seguir uma dieta equilibrada com alimentos que melhoram a resposta do sistema imunológico, como legumes, frutas e alguns tipos de leites fermentados.

Profissionais SEMER dar especial atenção ao reforço do poder coletivo de pessoas com mais de 65 anos, onde a vacinação contra a gripe sazonal só é eficaz em 35% dos casos.

Dr. Alberto López Rocha, presidente da SEMER, explicou que a comida tem uma relação direta com o sistema imunológico.

O corpo tem uma série de barreiras naturais que protegem contra a infecção por patógenos e protecção biológica através da microflora (microbiota) possui naturalmente.

Na flora intestinal é de 70% das defesas naturais e, por conseguinte, é essencial monitorizar e reforçar comida em períodos com maior prevalência de vírus da gripe.

Os especialistas salientam a importância de seguir uma hábitos de higiene para ajudar a reduzir o risco de infecção, como lavar as mãos, ventilar fechados e multidões de pessoas e evitar mudanças bruscas de zonas de temperatura.

A influência manifesta-se por sintomas que incluem febre, calafrios, dor de cabeça, dores musculares, perda de apetite, tonturas, fadiga, tosse e podem causar dor de ouvido, vômito e diarréia.

Se você sofre com esses sintomas, os médicos SEMER aconselhados a manter a calma e descansando em casa com uma nutrição adequada, hidratação, analgésicos/antipiréticos e se os sintomas piorarem, procure nomeação do centro de atendimento primário a ser melhor servido.

Apenas em casos graves, quando os sintomas pioram e podem complicar uma doença pulmonar já existente ou a frequência cardíaca é aconselhável ir para o hospital.

(0)
(0)

Comentários - 0

Sem comentários

Adicionar um comentário

smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile
Caracteres restantes: 3000
captcha