A assinatura do PTS patenteado drogas de proteção contra a doença de Alzheimer

Maio 7, 2016 Admin Saúde 0 2
FONT SIZE:
fontsize_dec
fontsize_inc

Patente Neuron, usado como um redutor de colesterol, aplica-se também para o tratamento de epilepsia.

Neuron BPH, uma empresa localizada no Parque Tecnológico de Ciências da Saúde, em Granada (PTS), patenteou uma droga de protecção contra a doença de Alzheimer, que também pode ser usado para tratar a epilepsia.




A patente aplica-se as estatinas, uma família de fármacos normalmente utilizada para reduzir os níveis de colesterol, para tratar epilepsia -Pathology produz alterações neurológicas breves e repentinas na função cerebral e também como uma protecção contra AD, uma doença que é caracterizada por uma progressiva perda de memória e outras habilidades mentais como neurônios morrem e diferentes áreas de¡l atrofia cerebral.

A empresa informou ontem que, durante alguns anos, diversos estudos concordam que o uso prolongado de estatinas reduzem o risco de aparecimento da doença de Alzheimer, como os pacientes que tomam pequenos riscos nestas doenças.

Neuron BPH desenvolveu um projeto de pesquisa iniciado em janeiro de 2007 e financiada com recursos próprios e subsídios Agência de Inovação e Desenvolvimento da Andaluzia, o CDTI e do Ministério da Ciência e Inovação, em que a atividade neuroprotetor foi determinada antiepiléptico e estatina em diferentes modelos experimentais.

Os estudos para determinar o efeito neuroprotector que as estatinas em áreas do cérebro afectadas, especialmente na doença de Alzheimer, o qual abre um novo campo de aplicações terapêuticas para este tipo de demência.

Além disso, Neuron BPH demonstra que a aplicação destas moléculas agem como protecção contra convulsões produzidas em ratos, que é postulada como um tratamento de epilepsia em seres humanos.

Neuron surge agora deixar este novo uso de estatinas, protegido por uma patente, uma empresa farmacêutica para realização de ensaios clínicos em seres humanos, para posterior comercialização. Fundado em 2005 por Dr. Fernando Valdivieso, Professor de Bioquímica e Biologia Molecular da Universidade Autônoma de Madrid, Neuron BPH e do estudo de doenças neurodegenerativas, a trabalhar no desenvolvimento de bioprocessos para aplicações nas indústrias farmacêutica, química, alimentos e biocombustíveis.

Na capital da empresa a investidores privados, algumas relacionadas com a Associação de Familiares de Alzheimer sobre a Universidade Autónoma de Madrid Foundation envolvido.

(0)
(0)

Comentários - 0

Sem comentários

Adicionar um comentário

smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile
Caracteres restantes: 3000
captcha